Eternyx

Foto1

 

A banda iniciada em 18 de abril de 2008, no Rio de Janeiro, por Aline Vandrack, Diego Amorim, Elton Albuquerque, Jonathan Silva, Luana Braga, Thaise Silva. Com influências de gothic/doom metal, a banda foi chamada “Trustworthy” em sua formação original.

Antes da gravação seu primeiro CD, a banda mudou, não somente quase todos os membros, como também as diretrizes musicais, adicionando influencias de progressivo. Os únicos membros originais remanescentes foram Aline Vandrack e Luana Braga. Adicionando, Vinicius Detoni na guitarra, Júlio César, os teclados e Leo Birigui a bateria. Com essa nova formação, a banda foi rebatizada: “Eternyx”. O primeiro CD intitulado Unknown Way disponível no site oficial da banda foi produzido por Celo Oliveira no Hydria estúdios contando com dez faixas, com arte produzida pelo designer Bruno Pigozzi.

Eternyx fechou parceria com a World of Glass Compilations, projeto que faz coletâneas com banda de metal com vocalistas femininas, a Eternyx estará participando do volume três e será disponibilizada no mundo todo e também da coletânea brasileira Anthology Quality Music da Quality Music Web Rádio também disponível para download.

01 – Primeiramente, gostaria que você falasse um pouco da banda, um breve histórico.
Luana Braga (baixista): A banda foi formada em 2008 por mim e Aline Vandrack com o intuito de fazer musicas Doom/Gothic, o começo foi bastante conturbado pois passamos por diversas mudanças até encontrarmos a fórmula certa,com a entrada do guitarrista Vinícius Detoni e o Tecladista Julio César,as diretrizes da banda mudaram bastante. As composições que tinham uma influência completamente góticas,transformaram-se em progressivo, isso se deu a influência pessoal de cada integrante. Graças a essas influências o cd tivemos um resultado bastante satisfatório com relação ao resultado final.

 02 – Qual a história por trás do “Unknow Away”? Como foi o processo de composição e gravação? Vocês pretendem lançar algum clipe de uma música desse álbum?
Luana: No processo de composição das músicas toda a primeira formação tanto os integrantes separadamente perdemos pessoas muito próximas e importantes, tanto para o convívio do grupo quanto pessoais. O álbum fala sobre a passagem da vida e a morte e o medo que as pessoas têm de morrer e a famosa dúvida “pra onde vamos quando morremos?” Estar perdido na loucura interior e principalmente ser independente, não esperar que as coisas caim do céu.

Image front

 03 – Lendo alguns blogs e sites especializados, vi bastantes elogios em relação a arte da capa do álbum, da onde surgiu a inspiração e o que ela representa?
Luana: Contei um pouco da história das letras ao nosso Designer o Bruno Pigozzi ele logo nos contou sobre a ideia que ele tinha para a capa, demos carta branca pra ele trabalhar livremente. Quando ele nos mandou o projeto para aprovação ela foi unanime.

 04 – E o mercado de shows, como anda?
Luana:Estamos em buscas de eventos fora do Rio de Janeiro, tenho tentado contatos para eventos e festivais que sejam bons para o gurpo.

 05 – O que acha do cenário musical independente de hoje em dia? Acha que falta apoio pra essas bandas conseguirem um espaço na mídia e conquistarem fãs?
Luana: É complicado, são poucos os produtores e casas de shows que dão o suporte que a banda merece. Existem bandas maravilhosas esperando uma oportunidade.

 06 – Como que é administrado o tempo da banda? Em relação a ensaios, dedicação dos membros.
Luana: Nós nos encontramos uma vez por semana para ensaiarmos todos juntos, nos falamos sempre seja por telefone, facebook ou skype, estamos sempre nos enviando materiais, composições e trocando idéias.

 07 – Além da música, os membros seguem outra carreira?
Luana:O único que trabalha diretamente com música é o Sarlik, os outros membros tem suas respectivas carreiras fora do mundo da música.

08 – Em relação ao álbum que está por vir, como está o processo de composição? O que você pode adiantar pra gente desse novo lançamento?Luana: Com relação ao novo album só posso dizer que vai ser uma coisa bem mais trabalhada tecnicamente, mas sem perder a excencia do primeiro cd.

09 – Em relação as letras, todos participam da composição?Luana:Letras,instrumentais, temos toda liberdade de opinar e participar de cada coisa.

 10 – Ano passado vocês participaram de um coletânea internacional (World Of Glass Promotions) como surgiu o convite?
Luana: O nosso produtor Celo Oliveira e o designer Bruno Pigozzi nos indicaram para estarmos participando da coletânea, infelizmente foi a ultima lançada, pois o projeto acabou.

 11 – Queria parabenizar a banda pelo excelente trabalho e agradecer a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre Eternyx.
Luana: Nós que agradecemos a oportunidade de contar um pouquinho sobre nosso trabalho.

Agradecimento: Island Press


Links relacionados:

ETERNYX.NET

FACEBOOK

MYSPACE

TWITTER

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s