Lost Society: Thrash metal de muita qualidade

Fala galera, beleza?

Hoje eu estarei falando sobre uma banda que vem crescendo muito no cenário do metal, e que eu também sou muito fã.

Essa banda é o Lost Society, uma banda de Speed/Thrash de Jyväskylä –  Finlândia, formada no inicio de 2010 por quatro membros, Samy Elbanna –Vocal e Guitarra, Arttu Lesonen – Guitarra, Mirko Lehtinen – Baixo, Ossi Paananen – Bateria.

LostSociety
Um fator que vem chamando mais atenção é  a idade deles que varia entre 17 e 20 anos, e o fato deles nem mesmo terem lançado uma demo sequer e já tão cedo terem despertado interesse da gravadora Nuclear Blast, que no final de 2012 anunciaram a parceria e lançaram o disco de estréia da banda, o “Fast Loud Death”.
Com influencias de bandas de heavy e thrash metal tais com: Iron Maiden, Pantera, Metallica, Megadeth, Anthrax, Municipal Waste, Kreator, Sepultura, Suicidal Tendencies, D.R.I, S.O.D, entre outras, eles vem mandando um thrash metal bem old school e de qualidade, e o fato de tocarem com uma pegada ABSURDAMENTE Agressiva, enérgica, e que deixam qualquer um “perturbado”, fator bem marcante da banda, e que da gosto de ver!
No álbum “Fast Loud Death” podemos ver uma grande mescla entre o técnico e o feeling deixarem o som muito mais agressivo.
Com as guitarras extremamente precisas e técnicas, com riffs da velha escola, dão um peso essencial para o som da banda, sem mexerem na afinação mantendo em padrão normal em “MI”, que é muito difícil entre as bandas de metal hoje em dia.
E para completar, a cozinha da banda que não faz por menos, Ossi Paananen faz sua bateria pulsar fortemente sentando a pancada e com contratempos excelentes, e nosso caro Mirko que faz umas linhas bem pegadas e estaladas, bem estilo Frank Bello(Anthrax)
Este é um álbum tem muita variação dos ritmos, e explora bem a pegada “crossover”, que também é bem notável a influencia.
As letras das músicas consistem em críticas do que vemos a  todo momento, e tem sua pitada de “diversão”, digamos assim, com fatos do cotidiano.
Destaque para as musicas NWL, Kill(Those Who Oppose Me), Bitch Out´My Way e This is Me, que são as musicas mais variadas, com solos e riffs grudentos e mais enérgicas do álbum.
“This is Me” é uma musica que eu particularmente falando, acredito ter bastante influencias do metal brasileiro.
A banda vem crescendo cada vez mais, fazendo turnês pela Finlândia, Alemanha e Inglaterra com o segundo álbum lançado pela Nuclear Blast em 2014 chamado “Terror Hungry”, que também conta com muitas pancadas na orelha! E um tanto mais evoluídas também.
O que falta para as bandas de hoje em dia na minha opinião é exatamente o que tem nessa banda…tocar com vontade, satisfação, dedicação e atitude.
Isso faz toda a diferença no resultado final!

15x20 1390525768

É isso ai galera, espero que gostem de mais uma resenha.

Em breve tem mais!
Valeu!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s